QUERIA TER UM PAI

O que significa ter um pai?
Uma mãe é luz, é proteção, é cuidados, é amor. E um pai?
Minha mãe é "minha tudo”, mas, eu queria ter um pai!
Queria ter um pai...
Pra me levar à escola, pra me buscar na escola umas vezes.
Que me ensinasse matemática e corrigisse-me nas palavras erradas.
Que me desse chineladas quando eu merecesse,
Prá me ensinar a conjugar o verbo amar e decorar a tabuada
Queria ter um pai...
Prá ralhar comigo e mostrar-me o tamanho de sua mão
Pra ensinar-me a valorizar a família e um amigo...
Prá incentivar-me e como pai dá-me exemplo de cristão.
Por fim, um pai presente, crescente comigo...
Queria ter um pai...
Que me desse forças em um momento preciso.
Pra estar presente em momentos difíceis da vida,
Pra estar comigo na hora do dente do siso
Que erra que chora que ri e que me chame de querida...
Queria ter um pai...
Você realmente me colocou no mundo?
Cadê você para ao dormir dizer que me ama?
Colocou-me pra dormir uma vez sequer?
Ensinou-me a rezar aos pés da cama?...
Queria ter um pai...
Pra brigar com amor de pai...
Pra ensinar os filhos teus...
Pra amar com o amor de pai...
Pra abençoar pelo amor de Deus!
"Natália Santos"
Feliz dia dos Pais
E me respondam papais leitores do Pedassim di mim:
O que significa ser pai?

*****

1 Comentário

Natália disse...

Paulo Tamburro disse...
NATÁLIA,

é farta, variada,criativa, inteligente e corretas as frases, pensamentos, reflexões , enfim toda a postagem que você fêz sobre o Dia dos Pais.

O que penso sobre a paternidade é algo que encontra respaldo na teoria psicanalítica freudiana, quando ele afirma que o superego (valores morais , éticos , religiosos, filosóficos entre outros) seria um nível da consciência resultante da introjeção IDEALIZADA da figura paterna, por parte dos filhos.

Ou seja, Freud afirmava que os filhos formatavam seus valores morais e éticos, tendo como referência e "colocando para dentro do psiquismo" (este processo é lógicamente inconsciente) o composrtamento não -real ou seja de um pai que é bom, que não morre, que é o mais forte, o mais inteligente enfim...

Então, seria a introjeção destes valores idealizados da figura paterna pelos filhos que daria razão de ser aos princípios de conduta moral e ética dos filhos.

Aí o paradoxo, pois apesar do processo ser insconciente, a formatação do superego é real, e sempre que a conduta do pai, conflita com aquela imagem introjetada pelos filhos haverá uma inadequação entre o ideal e o real (conduta social).

Daí eu concluir que , se eu pudesse sintetizar todas estas suas corretas reflexões eu a unificaria numa única palavra: EXEMPLO.

Portanto, educar é dar bons exemplos,e esta seria a principal responsabilidade paterna, além de provedor da subsistência dos filhos.

Peço desculpas por ter sido muito prolixo, mas garanto que o assunto só foi superficialmnte, abordado por mim.

Um abração carioca e grato pela generosidade da sua atenção ao meu convite.

6.8.10

 
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...